Publicado em Literatura, Literatura Brasileira

Pacto Secreto

Que tipo de sacrifício você estaria disposto a fazer por amor a alguém? Quanto de sua vida e de seu futuro estaria disposto a perder para se livrar de uma grande culpa? Qualquer preço deveria ser pago para mudar o passado? Esses são alguns dos dilemas vividos pela personagem de Pacto Secreto, de Eliane Quintella (Editora Novo Século).

Valentina é uma jovem linda, rica e bem sucedida que tinha uma vida perfeita até o dia da tragédia que, por sua culpa, sobreveio a sua irmã gêmea Sara. Desde então ela não sentia que era justo ser feliz enquanto a irmã vivia condenada ao sofrimento. O que aconteceu a Sara tinha paralisado sua vida e acabado com sua alegria de viver. A fortuna que tinha não podia acabar com o suplício da irmã nem reverter o que lhe havia acontecido. Então em desespero Valentina pede a ajuda de Deus ou a do próprio diabo invocando qualquer um para ajudá-la a mudar a sorte de sua irmã. Um tempo depois num bar, ela conhece um misterioso e lindo homem que surpreendentemente se apresenta como um enviado do próprio Satan, lhe oferecendo a ajuda que ela tinha pedido. Bastava assinar um pacto cujo preço real ela não saberia qual seria.Assim se desenrola a história do livro e suas questões morais e éticas.

Uma história  cujo ponto de partida começa com a possibilidade de fazer um pacto com Satan causa estranheza no primeiro momento. Algo do tipo parece bobo numa cultura secular como a nossa, onde muita gente não acredita e desdenha de conceitos como Deus e o diabo. Por outro lado, para quem tem fé como eu, tirando as ideias folclóricas e ridículas sobre Deus e Satan, a possibilidade de se associar e de se recorrer ao mal, ao que e Àquele que é oposto a Deus é bem real e comum ainda que não seja preciso ser satanista para isso.

Seja qual for o conceito ou a fé de cada leitor, o livro levanta questões universais que já perturbaram ou ainda perturbam muitas pessoas. Questões como: Se Deus existe por que ele não age diante de algumas situações trágicas? Seria tudo de ruim que acontece na vida das pessoas a pura vontade de Deus? Se o diabo existe ele pode fazer o bem? Livre-arbítrio é poder se entregar e realizar todas as suas vontades? O amor a tudo justifica e santifica? Deus deveria perdoar alguém que faz algo errado por amor?

Ao exercer suas vontades e escolhas, o ser humano acaba causando o mal e o sofrimento em outros seres humanos. Por vaidade, egoísmo, ganância e outras coisas pode-se fazer o mal até mesmo a quem se ama. Alguns culpam a Deus, outros culpam ao diabo. E alguns poucos como Valentina, culpam a si mesmos reconhecendo sua culpa. Porém vale a pena fazer qualquer coisa para reparar o mal que provocamos?  E mesmo quando nossos desejos são os mais legítimos, podemos fazer os maiores, mais terríveis e mais questionáveis sacrifícios para alcança-los? Essa é a história desse livro e de sua personagem. Esses são os dilemas do ser humano.

Um comentário em “Pacto Secreto

  1. Essa resenha cheia de questionamentos me fez querer ler o livro. São poucos os livros que usam o diabo como personagem.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s