Publicado em Clássicos da Literatura, Literatura, Literatura Estrangeira

O Velho e O Mar

Existem diversos livros nas prateleiras das livrarias e bibliotecas espalhadas pelos mundos. Alguns nos ensinam, outros nos divertem. Existem aqueles que nos deixam entediados ou com medo. Mas alguns livros possuem a audácia de transformar as mentes e os corações dos leitores através de um texto cuja sensibilidade causa um impacto na vida de quem lê. Não encontrei outro modo de falar sobre O Velho e O Mar (Bertrand Brasil), de Ernest Hemingway. Uma história que é difícil de expressar em palavras o que o leitor sente quando o lê.

Muitos de meus clientes, apaixonados por Hemingway me pediram para reler o livro alguns anos depois. Afirmaram que encontrarei muito mais do que descobri na primeira leitura. Na primeira leitura já me apaixonei pela história, que mudou meu modo de ver a vida. Não é a toa que recebeu o Prêmio Pulitzer na época de sua publicação.

A história se passa em Havana, Cuba, cidade onde muitos possuem a pesca como meio de sobrevivência. Santiago é um velho pescador que tinha “olhos da cor do mar”. Durante 84 dias não conseguiu pegar peixe algum. No início possuía a ajuda de Manolin, um garoto que ele ensinou a pescar ainda muito novo, mas este o deixou depois que os pais o fizeram trabalhar em outro barco que possuía “mais sorte”.

Para Manolin, seus pais não possuíam fé.  Não acreditavam que Santiago conseguisse pescar e o tiraram do barco do velho. Mas o garoto sempre tentava ser prestativo ao velho, ajudando-o a se levantar e tomar seu café e a levar o equipamento do barco. Seu desejo era voltar a pescar com Santiago e ajudar mais. Para Santiago, a pesca sozinho era árdua, mas necessária para sobreviver. Mesmo sozinho ia todos os dias pescar e não se esmorecia ao ver que não conseguia peixe algum.

A situação de Santiago muda após sua isca ser fisgada por um peixe. Mas o peixe é muito grande e ele usará sua força para tentar se soltar. O velho precisa usar todo seu conhecimento para conseguir pescar este peixe e não perdê-lo. Santiago sabe que precisa vencer o grande peixe pelo cansaço e terá que saber usar o que possui para se alimentar, se manter de pé durante toda a luta contra o peixe.

A história é modesta assim como as personagens, mas que possui um enredo que não permite o leitor de tirar os olhos das páginas. Durante a sua batalha contra o peixe, Santiago irá mostrar toda sua força, conheceremos seus pensamentos e anseios. A cada página vamos conhecendo as dores, aflições e como somos fortes nos momentos mais desesperadores.

Ao ler esse livro, percebi que a força de vontade pode fazer diferença em cada decisão que tomamos em nossa vida. Não importa se iremos conseguir alcançar nosso objetivo e superar as adversidades, mas ao tentarmos, crescemos e nos fortalecemos, para que no futuro estejamos preparados para novas adversidades.

A situação que Santiago passa no barco todos nós vivemos ou viveremos em vários momentos de nossa vida. Muitas vezes desistimos por estarmos sós. Talvez, se Santiago fosse mais novo, inexperiente, ele tivesse desistido de sua luta por estar sozinho no barco, e às vezes temos esse mesmo pensamento ao encontrarmos problemas e não tem ninguém nos apoiando. É neste momento que Hemingway nos ensina, através de O Velho e o Mar. Ele mostra uma situação difícil, mas que devemos lutar e superar as expectativas, não só dos outros, que nos abandonaram, mas de nós mesmos, que às vezes nos esquecemos quão fortes somos.

Esta é uma obra que todos devem ler, não importa a idade. O impacto que causa no leitor é estrondoso e irreversível, mas essencial a todos para nos tornarmos seres humanos complacentes.

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

6 comentários em “O Velho e O Mar

  1. Bem, o livro é realmente fascinante e essa é uma das lições possíveis de se retirar dele. Mas venho aqui chamar atenção também à parte em que não basta lutar e ganhar uma batalha (no caso, pescar o peixe), mas arcar com as consequências da glória. O sucesso tem múltiplas facetas, e a luta para sua manutenção é árdua – por vezes maior que a conquista inicial.

    Enfim, é um daqueles livros que devem ser de cabeceira e sempre consultados!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s