Publicado em Literatura, Literatura Infanto-Juvenil

A Batalha do Labirinto

A batalha do labirinto é o quarto livro da série Percy Jackson e os Olimpianos. A série criada pelo professor Rick Riordan para ajudar seu filho na escola ganhou milhares de fãs e às telas de cinema. O quarto livro não desaponta o leitor como o filme fez (esta é uma longa história que os leitores da série provavelmente concordam).

No livro, Percy a Annabeth terão que entrar no labirinto do Minotauro para tentar evitar que Luke entre no acampamento meio-sangue e ataque os semi-deuses. O Minotauro não é mais problema pois ele foi derrotado em outra história, mas isso não faz o labirinto ser menos perigoso.

Nos tempos atuais, o labirinto está sempre crescendo, mudando e cheio de monstros perigosos. Para Percy e Annabeth, que contam com a ajuda de Tyson e Grover, encontrar o caminho até o centro é perigoso e complicado e para encontrar uma forma de andar, terão que encontrar o fio de Ariadne (a princesa que ajudou Perseu a entrar), aqui o fio é como uma bússola, feita pelo criador do labirinto e que a possui – Dédalo, que se esconde no labirinto para evitar se encontrar com o rei Minos, que o jurou de morte após Dédalo ter ajudado Ariadne e Perseu. Ainda há uma outra maneira de conseguir andar no labirinto, mas cabe a Percy descobrir como isso é feito. Uma charada que não é fácil descobrir.

Neste livro, como sempre Riordan faz, entra em cena deuses mitológicos novos, fazendo assim que tenhamos mais curiosidade de conhecer mais sobre mitologia e como é a historia de cada deus. Neste somos apresentados à era, a Hefesto (tão mencionado, mas que ainda não havia entrado diretamente na historia).

Aqui começa a ter mais batalhas. Mais personagens passam a ser mais citados (agora, Percy conhece melhor os campistas e eles passam a ser peças interessantes no enredo). As lutas passam a ser um pouco mais pesadas – há mortes (mais que nos livros anteriores) e personagens importantes como Nico retornam, para descobrirmos se eles se tornarão inimigos ou aliados.

O modo de escrita de Riordan e como desenrola a trama é sempre fantástica, prende o leitor do inicio ao fim. É um livro que se lê rapidamente, não por ser curto, mas por sua narrativa que segura o leitor até chegar ao final. No meu caso, não resisti e baixei uma tradução livre e terminei toda a série dois dias depois. Vale a pena conferir essa série.

(livro resenhado para o Desafio Literário 2010)

Autor:

Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

15 comentários em “A Batalha do Labirinto

  1. Estou louca pra ler essa série! Já está encomendada na Amazon pra chegar aqui em Porto Rico, acho que essa semana! Estou super animada mesmo com os outros livros de desafios que ainda tenho que ler. rsrsrsrsrs

    Ótima resenha.

  2. meus alunos estão me apresentando essa série, confesso que de início ficou meio receoso, mas só tenho visto comentários positivos, vou ter que ler.

  3. Nossa… Uma série de desafios hein! vou procurar ler. Meu filhinho está para chegar, talvez eu possa recomendar a série para o desenvolvimento cognitivo dele, quando estiver maiorzinho.

    Abraço, visita-me se puderes.

  4. Ainda não li, não por falta de curiosidade, porque adoro novidades literárias, mas pela falta de tempo nesse ano, que tá super corrido pra mim. Seu comentário sobre esse livro só fez aumentar minha curiosidade pela série :S

  5. GP vale a pena ler o livro é muito legal.

    Ja para os professores, não achei nada melhor que um livro sobre historia grega escrito por um porf de historia. Um colegio aqui no DF adotou e adoraram.

  6. Que legal! É marketing esse negócio do pai fazer o livro para ajudar o filho? …rs…
    Gostei da postagem, livro bem interessante! Não me interesso tanto por mitologia quanto quando comecei a me interessar por leitura! Um dos meus primeiros livros foi A Odisséia… pode-se dizer que há muita mitologia no livro Os Lusíadas que achei muito bom também rsrsrs

    Esse livro parece ser bem interessante para voltar a mania de mitologia, isso me lembra Hercules que passava na Tv Cruj no SBT! Bons tempos rsrsrs =)

    Abraços!

    http://neowellblog.wordpress.com/

  7. neo…parece mas nao é….o proprio autor disse que nos EUA ele lançou bem depois de escrever e ficou famoso pelo boa a boca da criança.

    no Brasil nao foi diferente, trabalhava na livraria quando saiu o livro e os clientes iam pq o amigo leu e gostou.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s