Home>Cultura>Diga que Você é um Deles

Diga que Você é um Deles

Realidade, amor, conflitos, dor, desespero. No livro “Diga que você é um deles”, O padre Uwem Akpan retrata toda dor e sofrimento que as crianças africanas passam.

Em cinco contos, Cada um em países diferentes, a narrativa nos leva a personagens fictícios, mas com um pano de fundo bem real, como tráfico de crianças e revoltadas político-religiosas que devastaram países, destruindo diversas famílias e pessoas. O titulo é retirado do conto “o quarto de meus pais”, que relata o inicio da revolta entre duas tribos da Nigéria. Há alguns anos os hutus se revoltaram contra o Governo (comandado pelos Tutsis) onde utilizando facões, saíram as ruas matando todos os tutsis que encontravam, sem discrição de serem homens, mulheres  ou crianças.

O quarto de meus pais conta a trajetória de uma família nigeriana composta por estas duas tribos. Relatada pela filha mais velha da família que, não compreende o que está acontecendo e porque que os adultos da família agem de forma estranha.

Já em carros fúnebres de luxo, fala da sofrida fuga de um adolescente mulçumano nos deparamos com a sofrida fuga de um adolescente mulçumano durante um levante religioso em sua região. Rejeitado pelos amigos que não o aceitam por ter nascido cristão e sem poder dizer a ninguém ao seu redor sua religião com risco de ser morto por eles também.

Enquanto os mulçumanos tentam instituir a sharia – júri islâmico que é regido pelas leis do corão, conhecida também por ser extrema ao utilizar como correção pedras, chicotes e e até mesmo decepar membros do condenado – os cristão passam a ser perseguidos pela sua fé, tendo suas casas e igrejas queimadas.

Com a turbulência em toda a região, os cristãos decidem rumar ao sul do país, onde há minoria islâmica. Com preocupação e cuidado, o jovem Gabriel tenta chegar a casa de seu pai no sul sem que descubram que ele é mulçumano. Para dificultar ainda mais, o garoto não tem uma das mãos, que foi cortada pela sharia. Fato que pode denunciá-lo a qualquer momento.

Diga que você é um deles, vai além da guerra e do horror que se passa em algumas regiões da África, pois nos mostra (e com detalhes), a fé, o amor e os sonhos que as crianças africanas possuem. Através da realidade que lemos nas páginas do livro, percebemos que o ódio, falta de compreensão que existe ali ocorre nas diferenças de cada tribo que se vêm às vezes, obrigadas a dividir o mesmo espaço, mas com culturas conflitantes. Se torna difícil chegar a um entendimento quando os dois lados não buscam chegar a um acordo.

Mas vemos que ali também existem pessoas que conseguem viver em harmonia e respeito mutuo. Tudo que precisamos é que a maioria chegue ao mesmo entendimento e respeito. Me faz lembrar do livro Meninos sem pátria, do brasileiro Luiz Puntel, que também usou a ótica das crianças para mostrar como a ditadura militar no Brasil separou famílias e fez centenas de crianças terem que fugir de seu país sem entenderem direito o motivo.

Ao utilizar a visão infantil nos relatos de grande acontecimentos e tragédias, o autor procura mostrar que, apesar de não ser responsável pelo que acontece, os conflitos feitos por adultos refletem duramente na vida de milhares de crianças. Crianças que não entendem o que está acontecendo, mas que sofrem tanto dor quanto privações diversas por atos de terceiros. É um modo de fazer-nos refletir sobre nossas ações e, até mesmo, sobre aquilo que não fazemos. Afinal, as vezes podemos tomar partido e tentar mudar algo, mas simplesmente optamos por cruzar os braços.

Diga que você é um deles é uma ótima leitura para o final de ano. Presente perfeito para aqueles que gostam de história geral ou buscam ter mais informações sobre conhecimentos gerais. Afinal, os conflitos ali existem e devem ser questionados. E para quem gostam de literatura, não deixa também de ser um excelente presente, muito bem escrito e que não nos deixa largar as páginas enquanto não chegamos ao final.

Anúncios
Luciana
Uma jovem que estuda, trabalha e respira literatura. E sempre que possível está aqui para dar dicas de livros via internet.

17 thoughts on “Diga que Você é um Deles

  1. Infelizmente não tive oportunidade de ler esta obra. Mas pela forma que você descreve a curiosidade é grande. Costumo sempre todos os finais dos anos comprar alguns livros por inicio do próximo ano… Farei o possível pra comprar “Diga que você é um deles”, me parece muito com o “O caçador de pipas”.

    Wellington Holanda

  2. Ainda não tive oportunidade de ler este livro, mas conheço um padre que foi para a Angola e que tem dividido suas experiências conosco através de e-mail. Com certeza irei procurar ler esta obra no ano que vem. Muito bom seu blog, e dicas de livros são sempre bem vindas!! Abraços!!

  3. a parte do autor ser padre gaia me surpreendeu pq ele nao puxa sardinha pra religiao dele, pelo contrario, mostra desenvoltura ao falar de outras religioes

Deixe uma resposta